• Vivian Vi

A força da cana de açúcar em uma matriz energética sustentável


Vivemos um momento de grandes incertezas e disrupções, e a crise oriunda desta pandemia é só a ponta de um iceberg. Se formos ver abaixo da superfície, o que nos aguarda é uma crise ambiental e climática sem precedentes. Precisamos agir rápido. Do contrário, as consequências do aquecimento global serão muito maiores. Não queremos e não podemos aceitar que outro evento paralise o mundo como agora. Empresas e nações precisam se comprometer cada vez mais com a redução das emissões de gases de efeito estufa. A procura por fontes mais limpas de energia e o uso mais racional dos recursos naturais devem nortear nossas ações. De acordo com um novo relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) divulgado no início de dezembro, políticas direcionadas a uma recuperação verde pós-pandemia poderiam cortar até 25% das emissões de gases de efeito estufa previstas para 2030. Isso aproximaria o mundo do alcance da meta de 2°C do Acordo de Paris sobre Mudança Climática.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo