• Vivian Vi

Brasil e Estados Unidos:uma parceria ambiental para um futuro sustentável


Nós, norte-americanos, gostamos de pensar em nossos parques nacionais, criados durante o século passado, como um modelo inovador que aplicou ideais democráticos à terra.

Como? Enquanto lindos parques nacionais preservam cenários deslumbrantes para gerações futuras, eles também contribuem com R$ 212 bilhões em gastos de visitantes para nossa econoPor|By Adam Shub* mia. Além dos parques, nosso governo federal administra quase 30% de nossa terra para uma série de usos, como desenvolvimento de energia, recreação, pecuária e exploração madeireira. Tudo isso enquanto recursos naturais são mantidos para uso presente e futuro.

Por que isso importa para o Brasil? Porque nossos países enfrentam desafios semelhantes no gerenciamento de recursos naturais, na proteção de nosso planeta e também para garantir crescimento econômico sustentável. Esses desafios são dos mais complexos e os melhores resultados demandarão coordenação sem precedentes e expertise de ambos os lados.

Nessa área a relação Brasil- -Estados Unidos também é forte e está ficando ainda mais forte.

Nossas parcerias, práticas, e políticas sólidas podem ser modelos para promover sustentabilidade hoje e no futuro. Nosso trabalho conjunto aborda tópicos que vão de assuntos avassaladores que ocupam as primeiras páginas de jornais, como as queimadas na Amazônia e no Pantanal, a assuntos mais técnicos, como abordagens inovadoras para o gerenciamento de barragens. Estados Unidos e Brasil estão aprendendo um com o outro, e trabalharão de perto para preservar nosso ambiente e proteger nossos povos.

A Agência para o Desenvolvimento Internacional (USAID) devota recursos substanciais aos incêndios aqui. E, levando em consideração a constante pressão do desenvolvimento no ambiente, expandirá sua cooperação com o Ministério do Meio Ambiente, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a FUNAI, e outras parcerias em 2020, com foco específico em prevenção e controle de incêndios.


Por exemplo, a USAID está desenvolvendo um programa de gerenciamento de incêndios de R$ 2,6 milhões para a temporada 2020-2021. Isso apoiará as iniciativas do Ministério do Meio Ambiente a identificar as origens de um incêndio e documentar sua causa, para que possa administrar florestas de forma mais eficaz. Além de proteger biomas importantes da ameaça de fogo, a USAID promove economias florestais sustentáveis, apoiando os esforços do Brasil para proteger e restaurar florestas, ao mesmo tempo em que melhora a prosperidade de povos indígenas e comunidades da Amazônia. A Parceria para a Conservação da Biodiversidade da Amazônia é um portfólio de projetos de mais de R$ 50 milhões por ano que encoraja o crescimento econômico sustentável, protege a biodiversidade, e apoia o gerenciamento de áreas protegidas. Com grande foco na mobilização do setor privado, ela inclui a Plataforma Parceiros para a Amazônia (PPA), que une mais de 30 empresas para coordenar e inovar em soluções para o desenvolvimento sustentável e para a preservação da Amazônia.

Na verdade, a PPA já mobilizou mais de R$ 5 milhões em financiamento privado para 12 negócios sustentáveis, todos eles startups com foco em biodiversidade em setores como açaí, moda sustentável e processamento de comida. A USAID também concedeu financiamento para o Fundo Althelia Biodiversidade, que captará US$ 85 milhões em investimento privado para atividades econômicas que também preservarão a biodiversidade da Amazônia. Isso melhorará dramaticamente as oportunidades de negócios sustentáveis no Brasil, gerando prosperidade para as gerações futuras. Igualmente importante para a saúde da Amazônia é a saúde de nosso ambiente urbano, onde a maioria dos brasileiros vive. Estados Unidos e Brasil compartilham expertise para tornar ambientes urbanos mais habitáveis. O administrador da Agência de Proteção Ambiental, Andrew Wheeler, lançou uma iniciativa de cooperação nessa área com o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O acordo fortalece a colabora


ção em questões ambientais urbanas, com foco em água e qualidade do ar. Entre as principais prioridades estão gerenciamento de lixo, tecnologia avançada de águas residuais e lixo marinho, além de proteção e restauração de nossos oceanos.




Construindo um Futuro Mais Sustentável


Preservar o meio ambiente em conjunto com desenvolvimento responsável é nosso objetivo de longo prazo. Mas, além desses parceiros importantes, outras agências dos Estados Unidos estão expandindo seu compromisso com o Brasil em uma série de questões ambientais: agricultura sustentável e resistente às mudanças climáticas; gerenciamento de espécies nativas; combate ao tráfico de animais silvestres, desmatamento ilegal, e pesca irregular, e mais.

Juntos, podemos preservar e proteger nossos espaços selvagens ao mesmo tempo em que promovemos crescimento econômico. Queremos fortalecer a participação do setor privado, combater crimes de preservação, e expandir a cooperação em áreas prioritárias para atingir resultados concretos. Juntos, estamos criando e implementando soluções inovadoras para promover o crescimento de nossas economias de forma sustentável enquanto preservamos nossos maravilhosos patrimônios naturais


4 visualizações0 comentário

BRASIL
Av. Angélica, 688, conj 1001 Higienópolis
São Paulo-SP

brasil@vidiworld.com

Tel: (11) 3663-4242

(11) 3663.2242

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2018 VIDI - Economia Sustentável. 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now