• Vivian Vi

Sustentabilidade: um caminho de sucesso



Portugal é o país do momento quando o assunto é turismo, os motivos que nos colocam em posição de destaque são vários e vão muito além de sermos um país autêntico, moderno, mas sem perder sua genuinidade. Uma das prioridades do Turismo de Portugal é, sem dúvidas, a sustentabilidade – razão pela qual somos referência no mundo todo.


O turismo sustentável, em todas as suas vertentes, está – e com muita razão – uma das grandes preocupações da Organização Mundial do Turismo para as próximas décadas, e por isso é uma das bases da nossa Estratégia Turismo 2027, plano motor de todo o nosso planejamento para o setor, sobretudo pelo fato de aumentarmos ano após ano o número de visitantes que passam pelo país.


Essa preocupação se observa em um conjunto de indicadores de monitoramento periódico, todos com base em recomendações internacionais, nas três dimensões principais da sustentabilidade: ambiental, econômica e social. Nosso Sistema de Indicadores de Turismo Sustentável (SITS) tem mais de 30 métricas que analisam desde a condição de banho das nossas praias até a quantidade de alojamentos acessíveis a hóspedes com necessidades especiais,





além de tantos outros fatores como consumo de energia e água, geração de resíduos urbanos, índices de empregabilidade por sexo e formação escolar e densidade turística.

Para se ter como exemplo as praias, que permeiam nossa costa do Norte ao Algarve, além dos Açores e da Madeira, e estão entre os nossos maiores atrativos enquanto destino, o índice nos permite constatar que, entre 2013 e 2018, subiu de 277 para 352 o número de zonas balnearias com Bandeira Azul.


Este símbolo de qualidade tem como critérios tanto as boas condições ecológicas das praias quanto a excelência em serviço, infraestrutura e segurança.

Como dizia William Thomson, “aquilo que não se pode medir, não se pode melhorar”. Essa máxima norteia nossa estratégia enquanto gestores do turismo português, uma vez que esses índices são atualizados periodicamente e ficam disponíveis para consulta pública – afinal, transparência também faz parte de ser sustentável.


Não é à toa que o nosso país se tornou referência mundial em sustentabilidade. Em 2019, Portugal foi premiado no ITB Earth Awards 2019, a mais reconhecida premiação do setor na Europa, como o destino mais sustentável do continente por ser exemplo de liderança global e inovação no turismo responsável. Regiões como




Cascais, Sintra, Águeda, Açores, Lagos, Torres Vedras e Alto Minho foram considerados os grandes propulsores da sustentabilidade.


Nesse mesmo ano, os Açores receberam o certificado de destino turístico sustentável, entregue pelo Global Sustainable Tourism Council (GSTC), sendo a primeira região de Portugal e o único arquipélago do mundo a consegui-lo.


Nos últimos anos, também fomos considerados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) como um exemplo de desenvolvimento turístico com base em uma série de políticas públicas pautadas pela sustentabilidade, tendo inclusive lançado uma linha de financiamento de 10 milhões de euros para novos projetos de turismo sustentável.


O reconhecimento internacional é a prova de que Portugal está no caminho certo – embora ainda haja muito em que evoluir, como é natural. Toda a estratégia de promoção turística tem a sustentabilidade como um pilar fundamental, e em partes isso também explica porque, ano após ano, quebramos recordes de visitantes estrangeiros e premiações. Afinal, ser sustentável significa ser cool. E cool, nos dias de hoje, é sinônimo de Portugal. O reconhecimento internacional é a prova de que Portugal.





4 visualizações

BRASIL
Av. Angélica, 688, conj 1001 Higienópolis
São Paulo-SP

brasil@vidiworld.com

Tel: (11) 3663-4242

(11) 3663.2242

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2018 VIDI - Economia Sustentável. 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now